terça-feira, 29 de abril de 2014

Movimento 'Volta Lula' incomoda o ex-presidente, diz Gilberto Carvalho.

Líder do PR na Câmara, Bernardo Santana, pendura
na parede retrato oficial do ex-presidente Lula
Um dia após deputados do Partido da República (PR) anunciarem apoio ao chamado movimento 'Volta Lula", o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, garantiu que não há possibilidade de o ex-presidente da República disputar a eleição de outubro no lugar de Dilma Rousseff. Ex-chefe de gabinete de Lula no Palácio do Planalto, Carvalho disse que Lula está "incomodado" com a mobilização dos aliados.

“Eu estive com o presidente Lula e ele está muito incomodado com esse processo. Para ele, nada é mais constrangedor do que esse tipo de proposta”, relatou o ministro durante a cerimônia de posse do secretário executivo do Ministério da Previdência Social, Carlos Eduardo Garbas, no conselho administrativo da Associação das Pioneiras Sociais – Hospital Sarah Kubitschek.

Nesta segunda, a bancada do PR na Câmara convocou a imprensa para declarar apoio ao movimento “Volta Lula”, que tem adeptos no PT e defende que o ex-presidente concorra à eleição presidencial.

Em entrevista coletiva, o líder do partido na Casa, deputado Bernardo Santana (MG), leu um manifesto assinado por 20 dos 32 deputados federais em que a bancada "reivindica" o retorno de Lula. Segundo Santana, se o PT mantiver Dilma, os deputados pretendem discutir o apoio à candidatura do PT na convenção nacional do PR.

“Essa hipótese [candidatura de Lula] não existe. Essa hipótese é zero. Zero porque o próprio presidente Lula está determinado a dar todo seu empenho e sua vida para a reeleição da presidente Dilma. A vitória do presidente Lula é a reeleição da presidente Dilma”, declarou Carvalho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário