sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Belfort deixa o UFC 173, e Lyoto pega Weidman pelo cinturão dos médios.

Poucas horas após a Comissão Atlética de Nevada (NSAC) anunciar o banimento do TRT (Tratamento para Reposição de Testosterona) em todos os esportes de luta no estado americano, o brasileiro Vitor Belfort, que faz uso da terapia, anunciou que desistiu de disputar o cinturão dos pesos-médios do UFC contra Chris Weidman no UFC 173. O UFC não demorou a substituí-lo e confirmou ao programa "FOX Sports Live" que o novo desafiante é o também brasileiro Lyoto Machida. O UFC 173 acontece dia 24 de maio, em Las Vegas, no "Memorial Day", feriado americano em homenagem aos soldados mortos em combate.

Durante toda a quinta-feira houve muita discussão sobre qual seria a atitude de Belfort, que alega fazer uso do TRT por questões de saúde, após a decisão da NSAC. O lutador emitiu um comunicado de poucas linhas ao anunciar a sua decisão:

A Comissão Atlética de Nevada mudou sua política e não mais licencia lutadores que fazem uso de TRT. Sabendo que outras comissões podem vir a tomar a mesma decisão, vou deixar de fazer o TRT e pretendo competir no MMA sem o tratamento. Dadas as circunstâncias envolvendo a atual norma e a minha próxima luta em maio, decidi não pedir a licença para lutar no estado de Nevada desta vez - declarou Belfort.

A substituição de Belfort por Lyoto seguiu a resolução de Dana White, que já havia anunciado que o lutador baiano radicado no Pará seria o próximo desafiante ao cinturão da categoria após a luta entre Weidman e Belfort.
Vindo de duas vitórias entre os médios, contra Mark Muñoz e Gegard Mousasi, Lyoto Machida pode vir a ser o terceiro atleta a conquistar cinturões do UFC em duas categorias de peso diferentes, já que é ex-campeão dos meio-pesados. Os outros dois lutadores que já foram campeões em duas divisões de peso são BJ Penn (leves e meio-médios) e Randy Couture (meio-pesados e pesados).

Nenhum comentário:

Postar um comentário