quinta-feira, 27 de junho de 2013

Quando tudo acaba em pizza.

Egípcios, gregos, hebreus, fenícios e italianos. É difícil saber ao certo quem foram os criadores, os “artistas” que deram vida a uma das sete maravilhas da gastronomia mundial. 

Dividida em oito pedaços, de queijo ou calabresa, com ketchup, maionese ou apenas um fio de azeite, a pizza é uma iguaria que está presente geralmente em encontros amigáveis.

O Brasil é um país onde o cumprimento das leis ainda sofre uma série de problemas estruturais. Ao invés de observarmos o cumprimento daquilo que é determinado, vemos que nossas leis acabam se enfraquecendo pela falta de fiscalização ou pelo fato dessa tal lei “não ter pegado” entre a população.

Pior ainda é saber que a posição social dos indivíduos também determina o cumprimento ou não daquilo que nossos extensos códigos dizem. Afinal, nunca se sabe “com que se está falando”.

Vez ou outra, observamos que importantes figuras políticas são processadas e acusadas por crimes de corrupção que podem lhes custar a carreira e a própria liberdade. Provas são reunidas, indícios organizados e discussões feitas para se falar sobre o caso. Geralmente, quando as medidas legais demoram a ser aplicadas, vemos que sempre aparece algum tipo de subterfúgio que salva o acusado. Logo, os populares e os meios de comunicação, bradam que tudo “acabou em pizza”.

Para quem não sabe, essa expressão foi criada por um jornalista esportivo chamado Milton Peruzzi, que trabalhava na Gazeta Esportiva. Tudo começou na década de 1960, quando uma série de conturbações gerou uma grave crise entre os dirigentes da Sociedade Esportiva Palmeiras. O caso era tão grave que uma reunião de mais de quatorze horas foi realizada para que as questões do time de futebol fossem resolvidas de uma vez por todas.

Em uma reunião tão longa assim era normal que a fome acabasse incomodando aquele bando de cartolas nervosos. Foi então que, pela praticidade e a própria descendência italiana dos dirigentes, eles fizeram um pedido de dezoito pizzas gigantes, muito chope e vinho para sustentar aquela jornada de debates. Ao fim do bate-boca e da comilança, parece que tudo chegou a um acordo. Dado o desfecho, Milton Peruzzi publicou uma notícia com o seguinte título: “Crise do Palmeiras termina em pizza”.


Presentes no almoço oferecido pelo Prefeito Alessandru Alves, os vereadores Ronaldo, Reginaldo, João de Petronilo, Janaina Felix, Dacio Gomes, Silvânia Karla, Naldinho de Novo, Luiz Antônio e Everton, além do do ex-prefeito Marcus Welby. 




12 comentários:

  1. Já sei que isso é para aprovar as contas sujas de Welby que está na câmara, atenção população de Campo Redondo, vamos ficar atentos aos vereadores que cometeram um crime desse votando contra o tribunal de CONTA DO ESTADO! Qual é o vereador que tem capacidade de fazer isso? Será quem tem algum? vamos ficar de olho bem abeerto, e esperamos que o blog tbm mostre tudo.

    ResponderExcluir
  2. CARO BLOGUEIRO,

    SOU UM POLITICO DEMOCRATICO E VALORIZO A LIBERDADE DE EXPRESSÃO, MAS SO PRA CONSTAR NEM DE PIZZA EU GOSTO, EU E MEUS COLEGAS VEREADORES ESTAVAMOS EM NATAL DESDE ONTEM PARTICIPANDO DE UM CONGRESSO OFERECIDO PELO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO, E O PREFEITO EM SUA PESSOA FISICA NOS OFERECEU UM ENCONTRO QUE CORDIALMENTE TEVE A PARTICIPAÇÃO DE TODOS, APROVEITANDO O ENSEJO QUERO AGRADECER AO SENHOR PREFEITO PELO CONVITE, QUANTO AS CONTAS DO EX PREFEITO DESDE JA DECLARO QUE VOTO CONTRA VOU SEGUIR A ORIENTAÇÃO DO TRIBUNAL DE CONTAS, VOTANDO DESFAVORAVEL A PRESTAÇÃO CONTAS, SEM PRA ISSO TER QUE COMER O QUE NÃO GOSTO...AGRADEÇO E ME COLOCO A INTEIRA DISPOSIÇÃO PARA QUAISQUER INFORMAÇÕES...GABINETE DO VEREADOR EVERTON SPARGOLI (PPS/CAMPO REDONDO)

    ResponderExcluir
  3. Um simples almoço, traz uma terrível negociação e suborno como sobremesa, e todos aqueles em que votamos estão no meio de toda essa sujeira, tanto que protestamos e lutamos contra os corruptos, mas os verdadeiros culpados desta corrupção desenfreada somos nós, que votamos e colocamos estes meliantes no poder, a única coisa que ainda podemos fazer é aprendermos com os nossos erros e na próxima vez eleger quem realmente tem um ideal benéfico para a nossa cidade e não para o seu bolso. ACORDA Campo Redondo vamos deixar de fanatismo e visualizar o que realmente esta acontecendo ao nosso redor!

    ResponderExcluir
  4. as contas de welbi podem não ser aprovadas, mas pela foto ele demonstra uma felicidade invejável pelo seu sorriso, tenho plena certeza que ele vai conseguir entrar no castelo que muitas pessoas de campo redondo tem vontade, a única dificuldade é passar pelo guardião.
    Zé Carlos
    Comentarista Politico
    facebook:zecarlos33333

    ResponderExcluir
  5. Todos calçam o mesmo sapato! kkkkkk

    ResponderExcluir
  6. Esses politicos são mesmo da mesma laia, os de Campo Redondo então, nem se fala. Deixe chegar a próxima campanha que voces vão ver com quantos paus se faz uma canoa.

    ResponderExcluir
  7. quero parabenizar o vereador everton, que foi o unico a votar contra essa nojeira. se as contas do ex prefeito foram reprovadas pelo TCE, como podem ser aprovadas pelos vereadores. Ate o policial federal votoua favor, disse que o TCE errou kkkkkkk. parabens everton voce provou que tem coragem e nao se mistura

    ResponderExcluir
  8. pois é como ele mesmo falou, nem de PIZZA ele gosta. Porque ele foi o único a votade a FAVOR DO TCE, e os outros todos comendo PIZZA chega se lambuzam

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  10. O grande culpado disso tudo é o povo, pois eles estão tentando resgatar o dinheiro que gastaram com vocês (aqueles que venderam seu voto). na hora de vender o voto não pensam no erro que estão cometendo.



    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir