sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

RN registra chuvas em 76 municípios.


caico_chuva
A incidência de um fenômeno meteorológico chamado “vórtice ciclônico de ar superior”, sobre a Região Nordeste, tem favorecido a formação de áreas de instabilidade em todo o Rio Grande do Norte. A informação é da Tribuna do Norte. De acordo com o meteorologista Gilmar Bistrot, da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn), “esse período deve continuar até meados de janeiro, tanto no litoral, quanto no interior. É um sistema que atua nos meses quentes, especialmente em janeiro, no qual o ar sobe como um inspiral e carrega consigo a umidade. Vários fatores influenciam para esse fenômeno, mas é algo comum por conta frequente incidência de frentes frias”, esclarece.
Em 48 horas, das 7h de terça-feira (5) até as 7h desta quinta-feira (7), choveu em 76 municípios potiguares, segundo o boletim divulgado pela gerência de Meteorologia da Emparn. Foram registradas chuvas de intensidades variadas em 83 dos 197 postos pluviométricos instalados no Estado (algumas cidades têm mais de um posto de observação). Os mais altos índices foram anotados em Lucrécia (76,5mm), Coronel João Pessoa (65,0mm), Encanto (60,0mm), São Miguel (60,0mm) e Serrinha Dos Pintos (57,0mm), postos localizados na mesorregião Oeste Potiguar.
Na mesorregião Central Potiguar, choveu mais forte em Lajes (45,6mm) e Cerro Corá (32,5mm). Na mesorregião Agreste Potiguar, a chuva em Jaçanã foi de 55,2mm. Na mesorregião Leste Potiguar, choveu em Extremoz (11,9mm) e Canguaretama (7,1mm). De acordo com a Emparn, continua a condição de céu parcialmente nublado a claro em todas as regiões do Estado. Pancadas de chuvas fracas e isoladas poderão cair ao longo da faixa litorânea leste devido a influência da brisa e da umidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário