quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Paraíba tem quase 72 doutores para cada cem mil habitantes, diz pesquisa.

Diracy Vieira (ao centro) fez doutorado e hoje coordena
 grupo de pesquisa sobre humanização na saúde
A Paraíba tem uma taxa de 73,91 pessoas com título de doutorado para cada cem mil habitantes. O dado coloca o estado na liderança do ranking do Nordeste traçado pelo Centro de Gestão e Estudos Estratégicos com base na plataforma do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). O levantamento é referente a dezembro de 2013. Em números absolutos, o estado fica em terceiro na região com 2.784 doutores. Os números deixam o estado atrás apenas da Bahia (4.154) e de Pernambuco (3.580).

As áreas de maior concentração de doutores em atividades de pesquisa e ensino na Paraíba são as mesorregiões do Agreste e a Mata. A maior taxa foi registrada na Mata Paraiba, com 122,06 doutores por cem mil habitantes, seguida pelo Agreste, com 87,19. Em números absolutos, a região da Mata, em que está inserida João Pessoa, conta com 1.699 doutores, seguido por 1.058 no Agreste, que abrange a cidade de Campina Grande. As áreas de maior concentração de doutores foram Ciências Agrárias, Ciências Exatas e da Terra e Ciências da Saúde.

Entre os 1.699 doutores paraibanos, a professora universitária Diracy Vieira conta que o doutorado foi uma consequência natural após o mestrado. O curso serviu como um desafio e aprofundamento dos conhecimentos. Ela conta que quando terminou o mestrado foi para sala de aula, "o que exige um esforço mental intenso". "Pouco tempo depois percebi que o professor precisa atualizar conhecimento o tempo todo. Diante das minhas expectativas de aprofundar mais conhecimentos e potencializar o currículo, seguir para o doutorado foi um caminho natural. É um caminho sem volta para as descobertas do conhecimento”, reforçou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário